Empreendedor digital: 5 ideias para se tornar um

Empreendedor digital

A ideia de trabalhar na internet tem qualquer lugar do mundo e ganhar uma renda extra enquanto você dorme é sempre muito sedutora, não é mesmo?

E sempre surge quando falamos de empreendedorismo digital; afinal, no mundo da internet, você não precisa estar presente na hora da venda.

E no mercado temos vários exemplos de pessoas que conseguiram concretizar esse desejo.

Antes de chegar a um cenário viável, porém, é preciso gastar muito tempo explorando as possibilidades, analisando seu perfil como empreendedor digital e fazendo um bom planejamento.

Não sabe por onde começar? Não se preocupe, nós te ajudamos com isso!

Preparamos para você um passo a passo bem completo de como criar seu negócio online e gerenciá-lo bem para que traga bons resultados.

1 Empreendedor digital: O que é?

O empreendedorismo digital pode ser entendido como o desenvolvimento de um modelo de negócio que oferece um produto ou serviço diversificado por meio de um meio digital gerador de lucroCOMO GANHAR 100 REAIS POR DIA.

Existem várias formas de colocar esse conceito em prática, mas as mais comuns são as duas seguintes: desenvolver seu próprio produto/serviço e iniciar o marketing na internet ou vender produtos de terceiros através de um blog ou site. Neste último formato, você se torna o parceiro dos produtos que vende.

Os critérios de decisão sobre o que será colocado no mercado (tanto para o afiliado quanto para o desenvolvedor do seu próprio produto) são fatores críticos para o sucesso do seu empreendimento digital.

Exemplos de negócios digitais são: cursos online, e-commerce, blogs, canais no YouTube e tecnologia em geral.

2 como se tornar um empreendedor digital?

O Sebrae possui material específico sobre empresas digitais, e o arquivo contém informações importantes sobre a escolha de um nicho de mercado, ou seja, a decisão que determinará o que será vendido. O conteúdo inclui ainda um roteiro para orientar essa seleção. Este é o primeiro passo no empreendedorismo digital e, como já mencionado, extremamente importante.

Uma ideia na sua cabeça não é o mesmo que uma oportunidade de negócio. Verifique se o que está planejado é lucrativo, existe um local, existe um nicho de mercado para o produto/serviço que o empreendedor digital deseja apresentar ao mercado, existem pessoas dispostas a pagar por esse produto ou serviço, essas são as etapas necessárias quando começo a empreender na Internet.

Além de determinar se há espaço, é imprescindível garantir que o mercado proporcione vendas suficientes para trazer um retorno que valha a pena diante do esforço realizado no negócio. Se existem oportunidades específicas de mercado e lucrativas, então existe uma oportunidade de negócio. Se não, o empreendedor digital tem que dar um passo atrás, talvez adaptar a ideia, pesquisar e estudar mais, pensar, inovar e depois investir.

Outro fator extremamente importante na hora de escolher um nicho de mercado está relacionado ao setor. Escolher um ou outro mercado focado apenas ou principalmente no lucro financeiro é um grande erro. Se um empreendedor digital é apaixonado por sua ideia e conhece a área que escolheu, tem maiores chances de sucesso, como em qualquer empreendimento.

3 escolher o melhor nicho

Como o empreendedorismo é uma forma de trabalhar ou ganhar uma renda extra, é importante mantê-lo relacionado aos temas que lhe interessam, pois inicialmente suas atividades serão feitas nas horas vagas.

Além disso, com mais simpatia e conhecimento sobre o assunto, ficará mais fácil acompanhar tendências e novidades e, claro, usá-las e se destacar da concorrência.

No entanto, se pudéssemos dar-lhe um conselho seria: escolha algo que goste de fazer, de preferência o que já conhece. Desta forma, o processo de criação de um negócio não é apenas mais intuitivo, mas também mais prazeroso.

Por isso, o primeiro passo na escolha do seu nicho de mercado é fazer uma lista dos tópicos que você conhece melhor.

Quais são seus interesses? Em quais atividades você se destaca? Quais itens seus amigos estão pedindo de você? O que você faria se tivesse que escolher uma atividade para o resto de sua vida?

4 oferta e procura

Depois de saber o que você faz de melhor, é hora de entender se há demanda para isso. Resumindo: se você criasse um negócio nesse segmento, teria clientes suficientes para viver disso?

Será necessário utilizar ferramentas online como Google, SEMrush e outras para entender a real demanda por este produto ou serviço.

Uma dica que ajuda muito é pesquisar uma palavra-chave específica e ver quantos anúncios são exibidos no Google. Isso pode indicar que é um termo popular e, portanto, que tem um mercado consumidor mais amplo.

5 avalie as tendências

Você já reparou que a forma como nos vestimos muda muito ao longo do ano? Seja pela época do ano ou por influências culturais de outros países, sempre usamos certas roupas e deixamos outras encostadas no guarda-roupa.

Assim como a moda, há alguns assuntos que estão passando por tendências, como notícias e memes, e outros que sempre despertam o interesse das pessoas, não importa quando você se aproxima delas, como alimentação e saúde.

Para empreender online, é importante identificar tópicos que não sejam sazonais para garantir que você terá demanda pelo seu produto ou serviço durante todo o ano. Uma boa ferramenta para isso é o Google Trends, que mostra a evolução da busca por esse tema no período analisado.

Você também pode visitar sites e blogs focados no seu mercado e ver quais tópicos são mais recorrentes ou que atraem mais engajamento.

Conclusão

Como mencionamos no texto, administrar um negócio online é muito mais barato do que administrar um negócio físico, mas isso não significa que você não precisará economizar antecipadamente.

Pense que você está abandonando o mercado de trabalho tradicional e os benefícios trabalhistas para investir em uma ideia que você ainda não sabe se vai dar certo.

Então, se você não tem nenhum dinheiro guardado, ou um investidor para comprar sua ideia, sugerimos que você preste mais atenção na gestão do seu dinheiro no futuro.

Não é raro ler na internet textos comparando o mundo dos negócios à guerra, os concorrentes ao inimigo que deve ser derrotado, independentemente do método adotado.

Embora esta seja uma análise exagerada, não se trata de fazer tudo, mas de fazer a coisa certa. Concordamos que conhecer bem a sua concorrência é a melhor forma de obter vantagem competitiva sobre ela e oferecer produtos realmente diferenciados.

Para começar, você precisa comprar um domínio para o seu site. Essa etapa é muito importante tanto para quem deseja criar uma loja virtual quanto para o empresário que estará produzindo o conteúdo.

Antes de possuir um domínio, você precisa escolher um nome que resuma sua ideia de negócio. Mantenha esse nome curto e fácil de escrever para que os usuários possam encontrar facilmente seu site ou recomendá-lo a seus amigos.

Após esta etapa, você pode criar um MVP (MinimumViableProduct), que é basicamente uma versão mais simples do seu site, produto ou serviço com o mínimo de funcionalidade necessária para ser executado. As versões betas do aplicativo são exemplos de MVPs.

Para confirmar seu MVP, faça pesquisas, peça ajuda de um especialista de mercado e faça testes A/B.