7 armas que ficaram para historia

Ame-o ou despreze-o, há um ponto normal: o mundo nunca poderia voltar atrás sem eles.

Com o passar dos tempos a pessoa avançou, desde o desenvolvimento real de seu corpo até o aperfeiçoamento de instrumentos que serviam à sua rotina regular na caça, no arranjo dos alimentos; no desenho de suas casas e em outras formas produtivas de portabilidade. Obviamente, a facilidade transformadora das coisas e costumes também contribuiu para o desenvolvimento da população humana na Terra. Além do mais, isso, de acordo com uma perspectiva sensata, se transformou em um grande problema.

Da mesma forma que na medicação, a ampliação requer percepção, com o desenvolvimento populacional ansioso no mundo, hoje somos mais de 7 bilhões viajando um pouco azul claro que circula no Universo. Uma avaliação rápida mostraria: várias convicções, várias propensões, egos internos exacerbados (e loucura) e sistemas de crenças políticas muito cativantes; bom confronto com o mal, jogos de interesse e batalhas pelo controle.

A análise? Talvez estejamos atravessando uma enorme ravina, perseverando em meio a turbilhões, ajustados em uma corda bamba. O tratamento? Grandes dosagens de cuidado, consideração, bom senso e conduta cautelosa. Pode parecer questionável (e a afirmação que a acompanha é adequada para desencadear um conflito), mas alguns dizem que as armas são instrumentos de harmonia.

Se esta lendo este artigo quer dizer que ama armas então por que não ter a sua? https://casadoarmamento.com.br/

Arma Luger

Devemos começar com a quantidade certa de história. É difícil assistir a um filme da Segunda Guerra Mundial sem se deparar com essa pequena magnificência. A pistola Luger é uma obra de arte alemã e foi concebida algum tempo antes do maior conflito que conhecemos. Verdade seja dita, a Primeira Guerra Mundial já tinha esse tipo de armamento feito por George Luger em 1898.

Um autocarregador com modelos funciona com os tipos Parabellum de 9 mm e 7,65 mm. Seu componente mais particular é a alça (alguns dizem que é incomparável até os dias atuais) e seu cano.

pistola .38

Não seria uma distorção dizer que a arma tipo 38 é um dos estilos de armas mais famosos do planeta. Dono de algumas alcunhas, o 3oitão é chamado de poderoso, sobretudo a curtas distâncias.

Uma arma oferece um manuseio simples, e talvez por isso seu uso tenha sido subestimado, infelizmente amplamente utilizado em assaltos, por exemplo. Uma estranheza: a pistola tipo 38 foi a arma usada para matar John Lennon, em Nova York, na noite de 8 de dezembro de 1980.

Revólver Magnum 44

Uma arma para quem tem uma mão consistente e grande pontaria. O Smith and Wesson Magnum 44 pode assustar alguém até a morte antes mesmo de disparar. Conhecido por seu tamanho, ostentando um cano longo, o Magnum não é um “brinquedo” para iniciantes. Um tiro com essa arma pode criar uma força brutal e, por isso, é ótimo fazer um alvoroço pela cidade logo no início, pois, segundo especialistas no assunto, o processo não pode ser apressado para retornar ao objetivo com esta pistola.

Uma dica decente é assistir ao filme “Magnum Force”, no qual Clint Eastwood interpreta o detetive Dirty Harry. Um exemplar dos anos 70 em Hollywood.

Lança-chamas

Com capacidade para cuspir 2 litros de gás por segundo, o lança-chamas é visto como uma arma básica, porém incrivelmente letal e perigosa, de qualquer forma, para o próprio administrador (um único tiro no tanque e ele se transformaria em uma bola de fogo) .

Esse tipo de armamento foi utilizado para limpar os canais na Segunda Guerra Mundial e era o medo das zonas de guerra, pois a maioria dos soldados estava preparada para o mais terrível, porém ninguém precisava consumir até a morte.

Barrett M 107

Tipo enorme para obliterar a longo alcance. O Barrett M 107 é um fuzil que quebra as ideias de “perto” e “longe”. Descarregando o tipo 50, esta arma pode causar tumulto pela cidade a 2 quilômetros de distância, 22 campos de futebol. É uma máquina produzida em sintonia com o Exército dos Estados Unidos. Obviamente, talvez seja a arma mais mortal na zona de combate hoje.

Mauser MG42

Seu nome é Maschinengewehr 42, mas faça uma pausa, devemos discutir o Mauser ainda mais basicamente, o MG 42. Servindo o lado nazista, o MG 42 ficou conhecido como “serra de Hitler”. Esta arma automática confiável e programada está equipada para descarregar 1500 vezes a cada momento.

Imaginação brasileira: a Maschinengewehr 42, quando confrontada com os caças brasileiros da FEB (Força Expedicionária Brasileira), acabou sendo carinhosamente apelidada de “Lurdinha”. A explicação está na semelhança da comoção que fez durante o seu ritmo final, com a aproximação de discutir a desejante dama da hora de um dos soldados no Brasil.

Sturmgewehr 44

Aliás, esse que chamaremos de STG-44, melhorou, correto? É também uma arma da Segunda Guerra Mundial. É o “pai” dos fuzis de ataque e, de fato, Sturmgewehr implica precisamente isso: fuzil de ataque.

Esta maravilha da indústria armamentista alemã é uma arma que pode ser utilizada como um auto-carregador de tiro solitário ou como um rifle automático programado.

Viu todas essas armas e quer uma para você acesse o e compre pelo link https://carabinasbrazil.com/