5 Dicas que realmente vão aumentar suas vendas 

Você está com dificuldades em fidelizar seu público, conquistar novos clientes e vender seus produtos? Esse texto irá te auxiliar o seu negócio a ter um aumento de vendas progressivo, mês a mês.

Afinal, apenas atrair um bom número de compradores pode não ser o suficiente para manter seu empreendimento operando. Portanto, aumentar o número de vendas é uma das chaves para obter sucesso. Acompanhe a leitura!

1 – Tenha uma boa equipe de vendas

Ter uma equipe boa e qualificada pode aumentar as suas vendas. Em primeiro lugar, um negócio prospera quando o empreendedor contrata e capacita os colaboradores, que estejam engajados com o negócio. 

Além disso, é essencial disponibilizar ferramentas para realizar um trabalho eficiente, sendo que uma lista de maneiras de estimular seus funcionários e criar uma boa equipe de vendas pode ser:

  • Oferecer cursos de capacitação;
  • Boa remuneração e benefícios;
  • Distribuir uniformes profissionais de qualidade (caso necessite);
  • Ambiente de trabalho confortável;
  • Bônus ao atingir metas;
  • Transmitir aos funcionários os valores e a missão da empresa.

Todos esses tópicos podem contribuir para criar uma boa equipe de vendas que alavanque seu negócio e transmita a marca para o público de uma maneira positiva.

2 – Invista na autenticidade da sua marca 

Atualmente, para muitas pessoas, ser um empreendedor é uma alternativa promissora para complementar a renda ou mudar de área de trabalho. Portanto, a competitividade no mercado aumentou exponencialmente nas últimas décadas. 

Trazer um diferencial para a sua marca pode destacá-la nesse meio, como por exemplo, ter um bom slogan (uma frase que seja chamativa e represente bem a marca) e apresentar a missão e os valores da empresa.

Investir em um bom storytelling, ou seja, narrar os seus objetivos através de uma história envolvente e que fixe na memória de seus clientes também são algumas das alternativas que ajudam a descobrir o que se pode oferecer como diferencial para os clientes.

Uma empresa que possui sua identidade visual em estrutura tem reconhecimento e destaque no mercado, conquistando um leque maior de clientes e fidelizando-os. 

3 – Divulgue seus serviços e produtos por redes sociais 

As redes sociais têm ganhado destaque no momento, e o que comprova isso é que a maior parte da população brasileira possui um perfil em pelo menos uma delas.

Portanto, para atingir seu público, você pode ir até ele com apenas alguns cliques, de forma mais direta e específica, pois cada rede social possui um público predominante com uma faixa etária diferente.

Apesar de cada uma possuir um público específico, atualmente, as redes sociais mais utilizadas são:

  • Facebook;
  • Instagram;
  • WhatsApp;
  • TikTok.

O Facebook é uma rede social antiga e consolidada no mercado, entretanto, é utilizada por uma faixa etária mais velha, pois os jovens estão migrando para redes sociais mais novas e com outro formato de informações. 

O TikTok possui ferramentas similares ao seu concorrente, o Instagram, que também disponibiliza vídeos curtos, de apenas alguns segundos para o seu público.

O WhatsApp é uma ferramenta de comunicação por mensagens, diferente das outras redes sociais, que incentivam seu público a produzir conteúdos no formato audiovisual. 

Diante dessa variedade de redes sociais, o empreendedor deve buscar aquele em que a maior parte do seu público-alvo está presente. 

Assim, o dono de uma casa de rações, um negócio inovador, pode investir em estratégias de divulgação de criação de vídeos curtos para aumentar a venda de seu negócio. 

A grande vantagem das redes sociais em relação a outros meios de divulgação de serviços, como a televisão, jornais e outdoors, é que microempreendedores que não possuem uma grande renda para investir em marketing tradicional, podem realizar suas divulgações.

Tudo isso de maneira autônoma ou através de uma equipe de marketing e vendas, com um custo muito menor.

Um exemplo são as confeitarias independentes. Atualmente, existem diversos perfis no Instagram e Facebook onde essas confeitarias apresentam fotos e vídeos de seus bolos confeitados, atraindo os mais diversos públicos. 

Inclusive, o TikTok tem se tornado uma plataforma de vídeos virais, sendo uma das principais plataformas buscadas para obter informações e dicas de locais para visitar. 

O WhatsApp tem se tornado um dos meios de comunicação mais populares no Brasil, portanto, é um aplicativo utilizado por muitos negócios para se comunicar com seus clientes de forma mais rápida e eficaz. 

Hoje em dia, qualquer negócio pode ter uma conta ou um perfil nessas redes sociais. Pois são novas ferramentas de marketing, mais baratas e acessíveis. 

Além disso, para alavancar as suas vendas, existe a possibilidade de enviar algum produto para um influencer, nome dado às pessoas que influenciam outras nas redes sociais, assim, ele te recomenda e faz a divulgação da sua marca.

Se você for dono de uma loja de roupas que está começando a construir seu público, pode enviar alguma de suas peças para uma influencer, apresentando seus serviços de confecção de roupas, assim, ele divulga para seus seguidores. 

Os influenciadores estão a cada dia conquistando um espaço maior, e investir em criar contato com alguns, pode aumentar o seu público e, consequentemente, as suas vendas. 

É possível até mesmo considerar o influencer como alguém que faz parte da sua equipe de vendas, caso você o assine contrato. 

Portanto, para se obter o sucesso de seu negócio, investir nas plataformas digitais é uma boa alternativa, pois atrai mais clientes e alavanca as suas vendas. 

Talvez você não esteja no estado de Goiás, ou talvez você more no rio de janeiro, caso você precise contratar uma empresa de marketing digital rj, Entre em contato com a Estação indoor.

4 – Defina e conheça bem o seu público 

Delimitar bem o seu público é essencial, afinal, para utilizar as plataformas digitais, você deve escolher um público-alvo, pois diferentes faixas etárias acessam cada uma delas. 

O primeiro passo ao iniciar um negócio é definir a clientela que você gostaria de vender seus produtos ou oferecer seus serviços. 

Um exemplo prático para isso são as empresas que vendem móveis para escritório. Esse tipo de produto pode gerar interesse em qualquer pessoa, principalmente devido ao aumento do modelo de trabalho home office e as aulas à distância. 

Todas as faixas etárias de pessoas precisam desse tipo de móvel, mesmo que seja apenas uma cadeira. Mas, se você definir seu público-alvo, terá mais chances de crescimento nas vendas. 

Lojas desse segmento possuem como principal cliente empresas com escritórios de comunicação, recursos humanos e tecnologia. 

Outro exemplo são os empreendedores que oferecem serviços de higienização de estofados. Qualquer pessoa pode ter um sofá em seu escritório ou em sua casa. 

Entretanto, focar em um público que irá comprar mais esse serviço, para treinar sua equipe de vendas para conquistar clientes que possuem escritórios, consultórios, lojas de estofados, e assim por diante, aumenta os lucros.

Portanto, de forma geral, avalie quem será o principal público que irá comprar seu produto, e invista nele, buscando conhecer suas preferências. 

As chances de um cliente voltar para comprar novamente seu produto aumentam quando você conhece bem seus gostos e necessidades.

5 – Automatize a gestão de vendas 

Estamos no século da tecnologia, portanto, aprender a usar essas ferramentas é fundamental para manter a sua marca competitiva no mercado. 

Existem diversos softwares e aplicativos para celulares ou computadores que automatizam a gestão de vendas de uma empresa. 

Há aqueles que auxiliam no gerenciamento de estoques, para evitar o desabastecimento do produto a ser vendido ou da matéria-prima do seu serviço. 

Esse tipo de software é essencial para empresas com grandes estoques ou que sejam muito rotativos, como aquelas que vendem bebidas e comidas. 

Afinal, verificar através de um programa se o estoque de vinhos brancos de uma adega ainda está dentro do prazo de validade pode ajudar nas vendas.

Basta abrir uma aba de navegação do aplicativo e digitar o código do produto para encontrar informações como data de validade, data de entrada na loja, fornecedor, lote, preço de venda, entre outras informações. 

Tudo está disponível a um clique. Os comércios que ainda não utilizam essa tecnologia costumam perder uma parte significativa de dinheiro, pois deixam produtos vencer, já que não possuem um bom controle dos seus estoques. 

Há ainda softwares que realizam remarketing, ou seja, quando alguém pesquisa na internet algum produto.

Logo, um ar condicionado, o software irá mostrar de forma repetitiva várias propagandas de ar-condicionado para o cliente dias depois de sua pesquisa inicial, para dessa forma incentivá-lo de forma indireta a comprar aquele produto.

O empreendedor não precisa saber usar todas as ferramentas, podendo optar por contratar alguém com experiência e conhecimentos em informática para sua equipe, delegando para um funcionário o gerenciamento da automatização das vendas. 

Porém, se o empreendedor tiver acesso a cursos sobre essas tecnologias, poderá treinar a sua equipe de vendas, capacitando seus funcionários e promovendo atividades que estimulem o funcionário a continuar e crescer dentro da empresa.

De forma geral, a tecnologia é uma aliada dos empreendedores, apresentando ferramentas que facilitam no gerenciamento de estoques, no fechamento do caixa e que realizam a técnica de remarketing de forma automatizada, o que auxilia no crescimento das vendas.

Considerações finais 

Como visto ao longo do texto, existem diversas táticas para aumentar as vendas. Mas a base para o funcionamento de todas essas dicas está na equipe de vendas.

Afinal, uma boa capacitação dos vendedores faz com que eles desenvolvam todos esses tópicos, como o marketing digital, um atendimento diferenciado e a automatização da gestão de vendas. 

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.